html5 templates

COMÉRCIO

Aprimore os processos de sua empresa com a excelência das soluções RFID, elas garantem um excelente gerenciamento logístico.
A área de transportes é parte das demandas de logística das empresas e deve funcionar de forma impecável durante todas as fases de controle, aquisição, movimentação e armazenagem de materiais, peças e produtos. Ela é componente fundamental para o êxito no atendimento aos clientes que esperam por serviços de transporte e de entregas: rápidas, no prazo e sem violações, e também por informações sobre as frotas instantaneamente.
A tecnologia RFID garante a otimização da gestão, por meio da automação de dados, e elimina riscos de execução em relação a um sistema manual.

Monitoramento e gestão de estoques, utilizando tecnologia de RFID:

Torna a contagem de estoques simples e rápida;

Permite que os inventários dos estoques sejam realizados periodicamente com o auxílio de leitores ou de coletores de dados, com total controle da quantidade dos produtos inventariados;

Facilita o registro da localização dos produtos, desde a entrada até a saída dos estoques ou da loja;

Identifica a necessidade de reposição de produtos nos estoques em função dos níveis dos estoques, evitando com isso o superdimensionamento de compras;

Mantem as informações históricas e comparativas necessárias para se avaliar e observar a sazonalidade dos produtos, e assim determinar as épocas corretas para atender altas e baixas demandas;

Facilita a consolidação de dados e a geração de resultados, considerando a análise de demanda por grupos de produtos ou de fornecedores;

Permite que os fluxos e os procedimentos internos da empresa sejam padronizados, garantindo que os produtos acabados atendam as especificações de qualidade exigidas. Assim como, o tratamento adequado de devoluções, trocas, perdas e avarias.

Monitoramento e gestão de bens patrimoniais, através de tecnologia de RFID:

Torna a verificação dos bens ágil, automatizada e com a eliminação de erros humanos;

Permite que nenhum contato visual seja necessário para ler as plaquetas RFID e por isso os inventários são 100 vezes mais rápidos que os realizados por meio de códigos de barras;

Facilita o registro e o controle dos processos de recebimento, manutenção, transferência e de baixa de ativos;

Gera informações de controle que facilitam impedir, por exemplo, a aquisição desnecessária de ativos novos;

Evita que as empresas sejam penalizadas por falta do controle patrimonial;

Reduz o índice de perdas de ativos em função de: “Desvios”, “Quebras” ou do “excesso de despesas com consertos e manutenções”;

Agiliza o cálculo de percentuais para deduções fiscais e garantias bancárias;

Facilita a análise das despesas com impostos e com a manutenção dos ativos;

Fornece elementos para a comprovação do patrimônio líquido real das empresas.